Volkswagen paralisa duas fábricas por falta de semicondutores

Unidades de Taubaté (SP) e São José dos Pinhais (PR) terão produção suspensa por 10 dias.

A Volkswagen anunciou nesta segunda-feira, 31, a paralisação da produção em duas de suas fábricas por falta de componentes semicondutores utilizados na montagem dos seus automóveis. A montadora decidiu que vai interromper por 10 dias as atividades nas unidades de São José dos Pinhais (PR) e de Taubaté (SP).

Em comunicado oficial, a VW diz que está trabalhando em parceria com a matriz para reduzir os efeitos da crise global de semicondutores, que tem afetado a indústria automotiva mundial. Apenas na semana passada, por exemplo, os principais fabricantes de veículos dos Estados Unidos, México e Europa precisaram reduzir ou suspender a produção.

No Brasil, a onda de paralisações também têm crescido. No último dia 26, a GM confirmou que vai parar a fábrica de São Caetano do Sul (SP) por seis semanas devido à falta de componentes eletrônicos e, neste caso, também para preparar a linha de montagem para a chegada da nova picape. Mas a unidade de Gravataí (RS), onde é produzido o Onix, até então o carro mais vendido do Brasil, continua parada desde março por falta de semicondutores.

De acordo com a Volkswagen, esta é a primeira vez que a empresa precisou interromper sua produção por falta de componentes. A paralisação começa a partir do dia 7 de junho e vai afetar as linhas de montagem de Gol e Voyage, que são fabricados em Taubaté, e as de Fox e T-Cross, produzidos em São José dos Pinhais.

Leia abaixo a íntegra do comunicado oficial divulgado pela Volkswagen nesta segunda-feira.

“Uma escassez significativa de capacidades de semicondutores está levando a vários gargalos de fornecimento em muitas indústrias globalmente. Isso também gerou problemas no abastecimento da indústria automotiva ao redor do mundo desde a virada do ano.

O resultado são adaptações em toda a indústria na produção de automóveis, o que também afeta as marcas do Grupo Volkswagen. Nos últimos meses, o time da Volkswagen do Brasil tem trabalhado intensamente e com sucesso, internamente e em parceria com a nossa matriz, para minimizar os efeitos da escassez de semicondutores para a produção em suas fábricas no Brasil.

Até hoje, as nossas unidades no País não foram afetadas em maior escala. Entretanto, com o agravamento do cenário e com base na situação atual, presumimos que o fornecimento de semicondutores continuará a ser limitado ao longo das próximas semanas.

Por essa razão, as fábricas da Volkswagen em São José dos Pinhais, no Paraná, e em Taubaté, em São Paulo, suspenderão as suas operações por 10 dias, a partir de 7 de junho.

Fonte: Automotive Business



O melhor conteúdo do setor metal-mecânico no seu e-mail

Cadastre-se em nossa lista VIP para receber conteúdo, notícias e muito mais sobre o setor metal-mecânico.

Compartilhe