Honda suspende produção de motos em Manaus

Medida emergencial se deve ao aumento da taxa de contaminação pelo coronavírus no Amazonas

A Honda suspendeu na sexta-feira, 15, a produção de motos em sua fábrica localizada no Polo Industrial de Manaus (PIM) no Amazonas. Segundo informações do portal de notícias UOL, a nova onda de contaminação do coronavírus que está causando um novo colapso no sistema de saúde local motivou a decisão da empresa em caráter emergencial. De acordo com o UOL, a diretoria da Honda se reuniria nesta mesma data para decidir se haverá uma nova paralisação.

Leia também

GM vai investir R$ 10 bi no país e quer ampliar oferta de carro com wi-fi

Em menos de um mês, Brasil perde quatro fábricas de veículos

Em comunicado, a empresa confirma a paralisação e diz que a medida foi adotada de acordo com o Decreto 43.282/21 do Governo do Estado do Amazonas, que estabelece novas medidas de restrição contra a Covid-19, entre elas a proibição de circulação de pessoas entre 19h e 6h.



"Todos os esforços estão sendo realizados para retomar a produção no menor tempo possível", informa a Honda na nota.



Por causa da grave situação do sistema de saúde no Estado, a montadora também doou cilindros de oxigênio, que estão em falta em vários hospitais da capital amazonense, o que já gerou a morte de algumas pessoas por asfixia e que estavam em estado crítico por causa da Covid-19.



Na quinta-feira, 14, a secretaria estadual de Saúde do Amazonas endereçou uma notificação extrajudicial requisitando oxigênio a diversas empresas que atuam no Estado, entre elas a Honda, a Yamaha e a Caloi. Segundo a Honda, sua doação foi voluntária e a paralisação não tem ligação com a requisição da secretaria estadual.


Fonte Redação Automotive Business 

Tags
Honda mercado automotivo coronavírusManaus Covid-19
Compartilhe

Revista Ferramental

Fique por dentro das noticias e novidades tecnológicas do mundo da ferramentaria.