O que é Têmpera? Processo de Tratamento Térmico (Metalurgia)

A têmpera é um processo bem geral e pode ser utilizado em uma grande variedade de aços.

Neste artigo vamos explicar o que é têmpera, seu objetcivo e o processo de têmpera.

Vamos lá?

O que é Têmpera?

É o mais importante tratamento térmico dos aços, especialmente os que são usados em construção mecânica.

As condições de aquecimento são bastante similares às que acontecem no recozimento e na normalização.

Entretanto o resfriamento é muito rápido, utilizando geralmente meios líquidos para resfriar a peça.

O tratamento resulta em modificações bastante intensas nos aços, que geram um grande aumento da resistência ao desgaste, da dureza, da resistência à tração, enquanto as propriedades relacionadas à ductilidade sofrem uma significativa diminuição.

Tensões internas também são geradas em grande intensidade. As dificuldades causadas por essas tensões internas geradas, associadas à dureza excessiva e quase completa ausência de ductilidade, requerem que seja feito um tratamento térmico posterior chamado revenido, que melhora a tenacidade e ductilidade.


Objetivo do Tratamento Térmico de Têmpera

A Têmpera é um processo de tratamento térmico com resfriamento contínuo. O objetivo é gerar alta dureza e grande resistência ao Aço.

O tratamento térmico de Têmpera consiste nas seguintes etapas:

1. A peça é levada ao forno ou aquecida por processo de indução até chegar na temperatura de austenitização, que consiste na re-organização dos cristais do metal ou aço

2. É feito então um resfriamento brusco até a temperatura ambiente. (São utilizados diferentes meios de resfriamento (Água, Nitrogênio, Óleo, Ar, etc). O resfriamento deve ser brusco, porque dessa forma é possível evitar que o aço perca as características e formas conseguidas na etapa de aquecimento.

3. É recomendada sempre a realização de  revenimento ou cementação e o tratamento térmico da têmpera está pronto.


Têmpera por Indução

A têmpera por indução é um processo de fabricação que produz um endurecimento da superfície de um determinado material, em que o aquecimento se dá através de indução elétrica. 

Através de um campo magnético se induz uma corrente elétrica temporária que aquece o material, porém apenas em uma profundidade mais rasa, ao mesmo tempo que o material do núcleo não é afetado e consegue manter as suas propriedades originais. 

A característica chave do processo de têmpera por indução é essa dupla natureza. Depois do aquecimento, continua o processo de resfriamento (água, óleo ou ar) e revenimento.

Cementação

É o tratamento termo-químico na qual se promove o enriquecimento superficial com carbono, da mesma forma que o revenimento se dá  em peças já temperadas e busca aumentar a resistência superficial da peça – porém na cementação isso se dá pela introdução de carbono na superfície do material e não somente manutenção por vias térmicas da estrutura superficial ganha na tempera (revenimento).

O processo é feito em materiais com baixa porcentagem de carbono, e consiste na introdução do mesmo na superfície do aço, com o objetivo de alcançar uma elevada dureza superficial e o seu núcleo também eleve a dureza.

A peça de trabalho deve estar livre de contaminantes em sua superfície, tais como soluções alcalinas e óxidos de óleo, que bloqueiam ou dificultam a difusão de carbono na superfície da peça

Revenimento

É o tratamento térmico de uma peça temperada, definido pelo reaquecimento abaixo da zona crítica e resfriamento adequados (normalmente em ar). 

O objetivo de revenir o material é:

• Aumentar a ductibilidade

• Ampliar resistência ao choque.

• Ajustar a dureza solicitada pelo tratamento da têmpera

• Eliminar fragilidade



O melhor conteúdo do setor metal-mecânico no seu e-mail

Cadastre-se em nossa lista VIP para receber conteúdo, notícias e muito mais sobre o setor metal-mecânico.

Compartilhe